Subscribe Twitter Twitter

2 de fevereiro de 2013

Respeito às Mulheres no Carnaval?

Estamos à beira de uma festa. Uma festa que aguça todos os sentidos: A músicalidade, os ritmos, as buzinas fazem com que a audição entusiasme os foliões que seguem as cores alegres e o sensualismo que alimenta o que a visão pode mostra. Olhares se encontram aproximando pessoas para descobrir onde o tato pode chegar. O gosto gelado e doce das bebidas em profusão levam o paladar e o olfato a trabalhar juntos... tudo parece lindo, perfeito.

Todos se alegram e nada parece ser errado. Muito do que é feito é permitido. Aliás, esse ano a campanha de Carnaval em Salvador é por "respeito às mulheres", e quais as frases dessa campanha?

"Me beija com carinho", "te pego numa boa" e coisas do gênero.

Agora, vamos analisar um pouco mais friamente essa questão. Respeito a mulheres? O que essas frases tem de respeitosas?

Gente, o carnaval é onde "muitos tirando as máscaras nesses dias, revelam nessas loucas alegrias, as vidas que levam mascarados, com as máscaras de homens recatados", no dizer de Jerônimo Gueiros.

Se você quer respeito, mulher, ninguém vai "beijá-la", ou muito menos "pega-la", mas não é isso que se faz no Carnaval? Claro, ela é a festa da carne, da liberação da libido, onde a sem-vergonhice é vista com aplauso, o adultério com prazer, a luxúria com alegria, a imoderação como coisa normal.

Então, se você quer ser respeitada, evite a folia. Lembre que os seus sentidos todos sofrerão a conseqüência de sua decisão. O som pode se tornar ensurdecedor quando os gritos forem mais altos que o choro por causa da violência causada pela mesma (e festejada) imoderação desses dias. Seu corpo depois de ser usado e abusado - isso não fará você perder os sentidos? A dor, a desilusão, o peso na consciência, as separações, as perdas de virgindade, as gravidezes, os abortos, as mortes...

Não, você não precisa disso para ser feliz, Jesus tem uma proposta muito mais saudável para o seu corpo, muito mais alegre para toda a vida (e mais ainda depois dela) e muito mais tranquila para ser vivida. A alegria do Senhor é a nossa força.

Carnaval: Diga não!

2 comentários:

Nathália de Tarso disse...

Concordo com tudo. E a propaganda que fala "libera tudo"? Lugar de gente que se respeita e teme ao Senhor é bem longe desses eventos.

Ticva (Talmid) Silva disse...

Pr. Samuel, fico muito feliz com o post e com o video. Acho de extrema importância continuar anunciando a Palavra de Deus de forma clara e didática, como o sr. vem fazendo. Creio que assim como o sr., Paulo, o apóstolo e os outros usariam os mesmos artifícios para levar à frente a Palavra do Evangelho. Deus o abençoe!