Subscribe Twitter Twitter

25 de agosto de 2011

Deus vai te honrar, irmão!

Deus-te-ama-Mártires2

A frase que dá título a esse post está frequentemente na boca de cristãos, citada da seguinte forma: “Faça o que é certo, e Deus vai te honrar!” É assim que muitos crentes são motivados a cumprir aquilo que a Escritura ordena, mas será essa uma atitude correta?

Quando se faz o que é correto, pensando no “benefício” de ser honrado, revela simplesmente um coração egoísta, preocupado com sua própria glória. O ensino bíblico, entretanto, é claro. Por meio de Isaías o Senhor afirma: “A minha glória, não a dou a outrem” (Is 48.11). Deus não fica obrigado a nos honrar quando fazemos o que é certo e isso é facilmente percebido nas Escrituras.

No Evangelho conforme Lucas, Jesus ensina que os discípulos deveriam perdoar ao irmão arrependido, ainda que ele pecasse sete vezes no mesmo dia, mas se arrependesse. Diante disso, os discípulos pediram ao Senhor que lhes aumentasse a fé. Jesus então conta a parábola de um servo que arou durante todo o dia e que, chegando à noite, foi ordenado pelo seu patrão a servir a mesa. Por mais cansado que estivesse, a obrigação do servo era servir ao seu senhor. Jesus então pergunta: “Porventura, terá de agradecer ao servo porque este fez o que lhe havia ordenado?” – e completa – “Assim também vós, depois de haverdes feito quanto vos foi ordenado, dizei: Somos servos inúteis, porque fizemos apenas o que devíamos fazer” (Lc 17.9-10).

O ensino de Jesus é claro. Os discípulos deveriam fazer o que estava sendo ordenado, sem esperar recompensa. É isso que a expressão “somos servos inúteis” enfatiza, o humilde reconhecimento de ter cumprido uma obrigação.

Uma história que ensina muito bem a forma correta de o crente se portar é a dos amigos de Daniel. Sadraque, Mesaque e Abede-Nego foram denunciados por não se dobrar diante da estátua de Nabucodonosor, que mandou chamá-los. O rei deu mais uma chance para que eles se prostrassem diante da imagem sob pena de serem lançados na fornalha de fogo, caso se recusassem. Questionou ainda sobre qual seria o deus que os livraria de suas mãos (Dn 3.1-15). A resposta que deram ao rei foi contundente: “Quanto a isto não necessitamos te responder. Se o nosso Deus, a quem servimos, quer livrar-nos, ele nos livrará da fornalha de fogo ardente e das tuas mãos, ó rei. Se não, fica sabendo, ó rei, que não serviremos a teus deuses, nem adoraremos a imagem de ouro que levantaste” (Dn 3.16-18).

A postura dos três jovens foi perfeita. Eles sabiam que Deus era poderoso para livrá-los, mas deixaram bem claro que ele não estava obrigado a isso. Ainda assim, sob o risco de perderem a vida, fizeram o que era correto diante de Deus. Não fizeram para ser honrados, mas para tributar glória ao Senhor.

Alguém poderia perguntar sobre o texto de 1Samuel 2.30, sobre como interpretar, então, o que o Senhor diz ali: “Aos que me honram, honrarei.” A resposta é que não precisamos negar que Deus pode “honrar” seus servos, se assim desejar, mas compreender que a motivação para viver em conformidade com os preceitos da Escritura não é a busca da nossa honra, mas a honra do único que é digno de louvor.

Roguemos ao Senhor que nos faça obedientes e humildes, buscando sempre a sua honra, e que todas as vezes que formos tentados a buscar nossa própria honra nos lembremos bem daquilo que afirmou João Batista, “convém que ele cresça e que eu diminua” (Jo 3.30).

Milton Jr.

12 comentários:

Charles Melo disse...

Milton,

Muito bom seu texto, corrigindo a péssima mania de se "fazer cortesia com o chapéu alheio". Tem outros jargões terríveis. Uma vez um irmão disse: "como está escrito na Bíblia: faça por onde e eu te ajudarei".

Abraço!

Anônimo disse...

Amém! Que Deus nos permita viver inteiramente para sua glória.

Anônimo disse...

Texto Ridículo!



Retórico e em muitas vezes falacioso.

se é pra criticar, vamos fazer direito.

Milton Jr. disse...

É verdade Charles, quanto menos conhecimento bíblico, mais jargões vazios...
Grande abraço.

Milton Jr. disse...

Anônimo (26/08 - 9:36).
Fiquei pensando se valaria a pena publicar seu comentário, não por você não ter gostado do texto e o qualificar como rídiculo, mas porque diz que está errado e não mostra como fazer direito. Pior ainda, não tem coragem de assinar o comentário. Creio que fazer críticas sem se identificar não é uma atitude muito nobre não, mas fica aí a dica: escreva um texto que critique "direito" e assine ou, se não tiver coragem para se expor, melhor nem se pronunciar.

SETEQUE disse...

Devemos aprender a ter ética e honra cristãs. Se alguém nos olhar com bons olhos com certeza será por obra e graça de nosso Senhor Jesus Cristo.
Em nós mesmo não há bem algum, caso contrário, não seríamos humanos.
Exortemos uns aos outros em vigilância e em orações.
Graça e paz.

Sayonara Santos disse...

Excelente texto. Que Deus continue lhe dando sabedoria para nos orientar sobre as Escrituras Sagradas, e assim possamos crescer em Espirito e em Verdade. Em um mundo onde os "jargões" ditos "evangélicos" são falados sem uma análise do verdadeiro sentido que eles imprimem e muitas vezes nos levam a deturpar a palavra de Deus.

Ana Carolina disse...

Puxa, que texto verdadeiro! Com o coração enganoso e corrupto que temos (Jr. 17:9), caímos muitas vezes na falsa piedade, falando e pensando tanta coisa que não agrada a Deus, que busca só massagear nosso "ego".
E quanto aos "anônimos": se estas pessoas não têm nem a coragem de se identificar para colocar seus argumentos, é porque nem elas mesmas estão plenamente convictas do que estão defendendo.
Mas, Rev. Milton, fica tranquilo porque "Deus vai te honrar".... hahaha... brincadeirinha!
Abraços a todos

Milton Jr. disse...

Caro Seteque,
é bem por aí.

Sayonara,
Obrigado pela força.

Carol,
Tô aqui rindo muito. hahhaha.

grande abraço a todos.

RENATO disse...

BOA RESPOSTA. PRA ESSES ANONIMOS METIDOS APRENDEREM.

Daniela Coraiola disse...

Tentei achar na bíblia algum texto que autenticasse o sentimento das pessoas que buscam a honra de Deus, sabe, estava me incomodando isso, aliás me incomoda qualquer frase que coloque Deus à nossa disposição, rsrs Que felicidade em ler seu artigo, vou compartilhar. A Paz!

Anônimo disse...

Toda honra e toda glória somente ao Senhor. Gostei do texto e concordo que não devemos fazer algo pensando em ser recompensado por Deus, pois já somos recompensado por Ele ter dado a sua vida por nós. Eu creio que qualquer coisa que fizermos sempre será pouco ou nada diante da grandeza de nosso Deus.Devemos ter humildade, Sabedoria e entendimento em relação a sua palavra.
Mas esperar recompensa jamais. Parabéns Pr.! (Neide Stocco)