Subscribe Twitter Twitter

23 de março de 2012

Falsas Igrejas e seus “apóstolos” Milionários

 

 

 

A semana começou cheia de responsabilidades pastorais para todos nós e assim promete terminar, para a nossa alegria! Sempre somos bombardeados com muitas dúvidas, questionamentos, etc. O que nos chamou bastante a atenção esta semana foi o escândalo envolvendo mais um famoso líder do movimento neopentecostal brasileiro. Esse post tem por objetivo responder a principal pergunta desta semana, para a nossa tristeza. Vamos então ao que interessa:

Pastor, o senhor ficou sabendo de uma reportagem envolvendo o líder da Igreja Mundial do Poder de Deus, autointitulado “apóstolo”, em escândalo milionário em nosso país? O que o senhor achou disso tudo? Qual é a posição da Igreja Presbiteriana do Brasil com respeito às Igrejas Mundial do Poder de Deus (IMPD) e Universal do Reino de Deus (IURD)?

Resposta: Já imaginava que a semana seria difícil para todos aqueles que amam sinceramente ao Senhor Jesus Cristo, até porque, depois de uma reportagem daquelas, veiculada a uma grande emissora de televisão, muitos de nós acabaríamos ouvindo zombarias e piadinhas com o nome de pastores, tais como: “todo o pastor é ladrão”, “as igrejas evangélicas só querem dinheiro”, “os crentes são um bando de bobos que dão seu dinheiro aos pastores”.

Todos comentaram o escândalo envolvendo as milionárias fazendas do “apóstolo” Valdemiro Santiago adquiridas com o dinheiro de seus fiéis, convencidos por meio de seus fortes apelos emocionais na televisão. Em resposta as denúncias, Valdemiro disse estar sendo perseguido pelo seu arquirrival e concorrente (a linguagem é essa mesmo), e que uma de suas fazendas que em tamanho equivale à soma de 13.400 Maracanãs, na realidade era o pequeno racho onde ele descansava com sua esposa, a “bispa” Franciléia, de vez em quando, porque ninguém é de ferro, não é?

Vale a pena lembrar que essa situação denunciada em um programa de televisão dominical foi promovida pela Rede Record de propriedade da Igreja Universal do Reino de Deus (IURD), do mega milionário “bispo” Edir Macedo. De fato, um sujo falando de um mal lavado...

Não é a primeira vez que escândalos dessa natureza envolvendo mega igrejas evangélicas acontecem. Há pouco tempo, a IURD esteve envolvida em denúncias de desvio e lavagem de dinheiro em paraísos fiscais. Em março de 2010, três pastores da IMPD foram presos contrabandeando sete fuzis de uso exclusivo das Forças Armadas Americanas para um dos morros cariocas. Investigações vêm sendo feitas há anos, e para vergonha e tristeza nossa, as autoridades e a mídia estão descobrindo cada vez mais a funesta ligação entre o movimento neopentecostal e o tráfico de drogas, armas e lavagem de dinheiro sujo.

O Senhor Jesus advertindo aos seus ouvintes disse: “nem todo o que me diz: Senhor, Senhor! entrará no reino dos céus, mas aquele que faz a vontade de meu Pai, que está nos céus. Muitos me dirão naquele dia: Senhor, Senhor, não profetizamos nós em teu nome? E em teu nome não expulsamos demônios? E em teu nome não fizemos muitas maravilhas? E então lhes direi abertamente: Nunca vos conheci; apartai-vos de mim, vós que praticais a iniquidade” (Mt 7.21-23). Lembremos que uvas não podem ser colhidas dos espinheiros, nem os figos dos abrolhos. Toda árvore má, produz frutos maus, e esses homens, verdadeiros lobos em pele de cordeiro, serão conhecidos pelos frutos que produzem.

Por essa razão, a Igreja Presbiteriana do Brasil, denominação da qual nós que fazemos este blog somos ministros, decidiu em sua última Reunião do Supremo Concílio, adotar a seguinte posição com relação a essas igrejas que se apresentam como genuinamente cristãs, mas na realidade são verdadeiras sinagogas de Satanás:

SC/IPB-2010 - DOC.XIX - Quanto ao documento 244 - Oriundo do(a): Sínodo Alagoas-Sergipe - Ementa: Proposta de classificação de Igreja Universal Reino de Deus. O SC/IPB - 2010 RESOLVE: 1) com base no Relatório da Comissão Especial (CE-2007), determinada pela Resolução SC/IPB - 2006-006, enquadrar a Igreja Universal do Reino de Deus (IURD) como seita; 2) com base na resolução do SC/IPB - 2006-006, que reafirma a posição do SC/IPB - 1998-117 e no relatório especial CE-2007, determinar que os membros oriundos da IURD deverão ser aceitos mediante batismo e profissão de fé

SC/IPB-2010 - DOC.XXI - Quanto ao documento 226 - Oriundo do(a): Sínodo Central Espírito-Santense - Ementa: Consulta Sobre Igreja Mundial do Poder de Deus. O SC/IPB - 2010 RESOLVE: 1) declarar como seita a Igreja Mundial do Poder de Deus (IMPD), em razão de suas práticas litúrgicas e doutrinárias, de acordo com a resolução SC/IPB - 2006-006, determinando que todos os membros da IMPD, ao serem recebidos pela IPB, o sejam mediante batismo e profissão de fé.

Para nós cristãos reformados e presbiterianos, essas igrejas são falsas porque não pertencem a Jesus Cristo. Não possuem pregação fiel do Evangelho, não administram corretamente os sacramentos, nem aplicam devidamente a disciplina eclesiástica. A Bíblia nos ensina que “… ainda que nós mesmos ou um anjo do céu vos anuncie outro evangelho além do que já vos tenho anunciado, seja anátema. Assim, como já vo-lo dissemos, agora de novo também vo-lo digo. Se alguém vos anunciar outro evangelho além do que já recebestes, seja anátema”(Gl 1.8-9).

Houve um tempo em nosso país que colportores (vendedores de Bíblia) foram expulsos de cidades e seus livros apreendidos por testemunharem o Evangelho, o verdadeiro poder de Deus (Rm 1.16). O Rev. Boanerges Ribeiro relata em um de seus livros que “Em 1867, um delegado negava licença para vender Bíblias em Sergipe. Em 1869, em Santos, o delegado expulsava o colportor da cidade, obstando a que retirasse um caixote de Bíblias da alfândega. Em 1871, em Olinda, o Vigário Capitular apreendia as Bíblias de um colportor previamente detido pelo delegado de polícia…” (Protestantismo e Cultura Brasileira: aspectos culturais da implantação do protestantismo no Brasil. São Paulo: Casa Editora Presbiteriana, 1981, p. 151-153).

O que fazer diante de tanta sujeira e escândalos envolvendo líderes evangélicos? Em dias de incredulidade e falta do conhecimento de Deus, é uma necessidade mais que urgente, proclamarmos as virtudes daquele que nos chamou das trevas para sua maravilhosa luz (1 Pe 2.9). “Vós sois a luz do mundo; não se pode esconder uma cidade edificada sobre um monteAssim resplandeça a vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras e glorifiquem a vosso Pai, que está nos céus” (Mt 5.14, 16).

Alan Kleber

8 comentários:

Dameao disse...

Rev. Alan

Excelente artigo.

Que o Senhor continue a nos dá coragem e graça para a propagação e defesa de Seu evangelho

Miss. Dameão

waldomiro disse...

Excelente artigo. Atual e pertinente. Somos conclamados a dar respostas a esta e aoutras questoes relacionadas ao assunto. Continue firme colega, na defesa da fe evangelica.

Rev. Waldomiro, Votorantim SP

Fortunato Guerra disse...

Lobos vestidos com pele de cordeiros. Evangelho imediatista focado nas necessidades da carne e não do espírito. A ira dos homens puniram com rigor singelos vendedores de bíblia. A ira de Deus fará justiça aqueles que se dizem seu "discípulo", ou seja, seu seguidor, e "apostolo" ou seja "testemunha da obra de Cristo na terra" de forma leviana. Tomados pelo pecado e cheios de iniquidade será que conseguem enxergar que serão malditos por toda a eternidade?

Charles Melo disse...

Que fique claro que o Waldomiro que postou o comentário não é o Santiago, para a noooooossa alegria!!!

Anônimo

Bruna Reinoso. disse...

Boa tarde!

Realmente o artigo publicado é muito bom, mas confesso que senti uma grande tristeza ao ler isso.Quero que fique bem claro que não estou aqui para defender ninguém, mas chega ser horrivel ver pessoas que se dizem crentes apontando os defeitos umas das outras.Se ele realmente errou irá prestar contas a Deus.Ao invés de ficarmos procurando erros nas igrejas alheias deviamos pregar mais a palavra do Senhor.Sair da nossa comodidade e nos preocuparmos a levar o amor de Deus aos que necessitam. É muito facil pregar dentro da igreja para quem vai procurar por Deus. E enquanto aos que estão perdidos nas ruas sem conhecer o amor de Cristo?! Sou membro da Igreja Presbiteriana e acompanho de perto as criticas em relação as outras igrejas e o pouco trabalho a quem realmente precisa. A vinda de Cristo está bem proxima.Vamos orar mais, buscar mais de Deus, fazer realmente a vontade dEle.Ter titulo de pastor ou presbitero não significa a salvação.E as outras igrejas e pessoas que estão sendo falsas se entenderão com Deus.Não compete a nós julgarmos.

Lurdeo Moura disse...

Excelente a exposição, sou pastor Batista Nacional, e penso que toda a denominação séria, precisa se posicionar a respeito desses lobos travestidos de cordeiros, até mesmo, para oferecer segurança aos verdadeiros filhos de Deus.
Não me frusto de pregar no púlpito alertando os fiéis a respeito desse perigoso evangelho por eles anunciado

Anônimo disse...

A cegueira espiritual do povo chega a assustar . Hoje em dia existem diversos recursos para estudar as escrituras sagradas . Os ladroes estao na cara das pessoas e nao querem ver. mas o povo esta adorando mais a criatura do que o criador.

Anônimo disse...

eu acho muito bom quando falam a vdd dos falsos pastores