Subscribe Twitter Twitter

15 de março de 2012

A maldade humana. De onde vem?

figura edu“As pesquisas mostram que fazer o mal pode não ser um questão de livre-arbítrio. Pessoas fizeram atos de crueldade não porque escolheram, mas porque apresentaram uma deficiência no cérebro”[1].

Caros amigos, temos observado a ciência se desenvolver a cada ano, muitas descobertas benéficas e outras não. Quanto ao tema acima, vamos considerar “E a Bíblia com Isso!”

Sabemos que a maldade humana surgiu quando o homem pecou, de lá para cá as coisas só pioram e comprovam a tese que a maldade humana não é defeito no cérebro, nem algo resultante de um ambiente desfavorável.

Devemos entender que a maldade não se limita a atos de crueldade direta (matar, torturar, estuprar), mas também indiretamente (ações de guerra, ações políticas), enfim a maldade é inerente do pecado, e pecado é sinônimo de egoísmo, egolatria, inveja, homicídio e etc. Essa maldade começou logo depois do pecado (os dois primeiros filhos dos humanos, um matou o outro) e não teve arrependimento[2]. Mais tarde um dos seus descendentes, também matou dois homens[3]. Depois muitos anos o números dos seres humano se multiplicou e a maldade também.

Viu o Senhor que a maldade do homem se havia multiplicado na terra e que era continuamente mau todo desígnio do seu coração.”

O articulista da matéria: De Onde Vem o Mal?[4], relata o que um psiquiatra fala sobre a falta de Empatia: “Maldade é falta de empatia. Você causa mal a alguém porque não está preocupado se a pessoa vai se machucar fisicamante ou emocionalmente.”

Desde que o homem pecou ele perdeu a “empatia”, a afeição pelo seu criador e pelo seu próximo, dai o Senhor Jesus resumir os Dez Mandamentos em dois. “Amarás, pois, o Senhor, teu Deus, de todo o teu coração, de toda a tua alma, de todo o teu entendimento e de toda a tua força. O segundo é: Amarás o teu próximo como a ti mesmo”[5].

“Ao diminuir a identidade com o próximo uma pane da empatia também faz com que a pessoa não sinta um bloqueio ao pensar em fazer algo malvado. Quando alguém comete um crueldade, esse circuito tem um mau funcionamento, está desligado.”[6]

A maldade humana não é simplismente um mau funcionamento, uma pane do cérebro; não é falta de empatia ou uma prática restrita aos psicopatas, mas a todos homens. A incapacidade de ser empático com outros é uma grande consequencia do pecado.

E, por haverem desprezado o conhecimento de Deus, o próprio Deus os entregou a uma disposição mental reprovável, para praticarem coisas inconvenientes, cheios de toda injustiça, malícia, avareza e maldade; possuídos de inveja, homicídio, contenda, dolo e malignidade; sendo difamadores, caluniadores, aborrecidos de Deus, insolentes, soberbos, presunçosos, inventores de males, desobedientes aos pais, insensatos, pérfidos, sem afeição natural e sem misericórdia.”[7]

Os homens sempre tentam diminuir sua culpa, ou não admitirem o pecado, justificando-os com filosofias e ciência. Para muitos a responsabilidade humana não pode ser admitida plenamente, no mínimo tem que ser dividida.

A mulher que me deste por esposa, ela me deu da árvore, e eu comi.”[8]

edu2Gostaria que pensássemos juntos: Já se perguntou por que os filmes de violência, filmes sangrentos, filmes de terror e maldade estonteante fazem tanto sucesso? Já se perguntou por que o UFC, MMA, Strikeforce, K1, Boxe e outros entretenimentos violentos estão “bombando” e sempre tiveram grande audiência na mídia?

Desde que o homem pecou, a violência e maldade contra o semelhante sempre esteve no coração humano, mesmo que ele não a pratique.

Afirmam os especialistas que além de genes, defeitos cerebrais, outras variantes como educação familiar, traumas, maus-tratos, violências na infância, o mal social (o homem é fruto do meio) afetam a maldade humana. Concordo em parte.

Mas pensemos nos homens maus da história! Suas crueldades e atrocidades contra o próximo. Será que Hitler e toda a sua suástica, oficiais, soldados, cientistas, médicos quando praticaram todo tipo de barbárie contra os judeus, eram todos doentes, ou fruto de traumas de uma sociedade cruel? E outros personagens da história? Como os Faraós, Imperadores e os ditadores do século passado como Josef V. Stalin, Idi Amim Dada, Sadan Hussem e outros? Veja o que Paulo fala sobre a maldade humana.

“Sabe, porém, isto nos últimos dias, sobrevirão tempos difíceis, pois os homens serão egoístas, avarentos, jactanciosos, arrogantes, blasfemadores, desobedientes aos pais, ingratos, irreverentes, desafeiçoados, implacáveis, caluniadores, sem domínio de si, cruéis, inimigos do bem, traidores, atrevidos, enfatuados, mais amigos dos prazeres que amigos de Deus, tendo forma de piedade, negando-lhe, entretanto, o poder.”[9]

Remédio e tratamento para a Maldade humana?

“Acho que no futuro iremos além. Mudaremos a pessoa, sua motivação, sua capacidade de responder de modo moral, aumentando a empatia e diminuindo a agressão.”[10]

A maldade humana surgiu por causa do pecado. Essa maldade tem se manifestado em toda a história deste então, mesmo que muitos deles nunca manifestem em ação a sua maldade. Respeito à ciência e as pessoas que se dedicam a explicar o mau comportamento humano, mas não posso concordo com suas teses e teorias sobre De Onde Vem o Mal?

A pergunta 8 do Catecismo de Heidelberg diz: Pergunta. Mas somos tão corrompidos que não conseguimos fazer bem algum e somos inclinados para todo mal? Resposta. Somos sim, se não nascermos de novo pelo Espírito de Deus.

Pois nós também, outrora, éramos néscios, desobedientes, desgarrados, escravos de toda sorte de paixões e prazeres, vivendo em malícia e inveja, odiosos e odiando-nos uns aos outros. Quando, porém, se manifestou a benignidade de Deus, nosso Salvador, e o seu amor para com todos, não por obras de justiça praticadas por nós, mas segundo sua misericórdia, ele nos salvou mediante o lavar regenerador e renovador do Espírito Santo, que ele derramou sobre nós ricamente, por meio de Jesus Cristo, nosso Salvador, a fim de que, justificados por graça, nos tornemos seus herdeiros, segundo a esperança da vida eterna.[11]

Deus te abençoe.

Um grande abraço,

Eduardo Ferraz


[1] Professor da Universidade de Cambridge, Simon Baron-Cohen, sugere em seu livro (A Ciência do Mal). Matéria da revista Galileu, julho 2011, n° 240.

[2] Gênesis 4.8-9.

[3] Gênesis 4.23-24

[4] Galileu, n° 240

[5] Marcos 12.30-31.

[6] Galileu n° 240

[7] Romanos 1.28-31.

[8] Gênesis 3.12

[9] Romanos 1.28-31.

[10] Relato de um especialista, Galileu n° 240

[11] Tito 3.7

6 comentários:

Presbiterianos de Porto Nacional disse...

Olá, descobri o blog de voces, atraves desse site (http://www.mocidadepresbiteriana.com.br/) e achei super interessante, vai me ajudar na continuação do blog que mantemos da nossa igreja em Porto Nacional - Tocantins, gostaria do auxilio de voces, com dicas, idéias, de como posso melhorar o nosso blog, visitem-nos: http://presbiterianosdeportonacional.blogspot.com/

Grato,
Danillo Pacheco

Anônimo disse...

Muito bem estudado esse assunto... por causa de valores cristãos ligados e raizados na cultura judaica e ligadas a outras vãs doutrinas de Armínio que mostra a criatura querendo desprezar o seu criador, pois sempre se inclinam em desespero pois hoje não sabem se estão na maldade ou no bem assim não sabem se salvos estão. Porém é bem sábio da parte de Calvino, gostei muito desse post sempre se referiam ao mal e as vezes eu deslizei em apologética, gosto muito do blog e como diz a sã palavra prossigamos até a perfeição... e vamos todos os dias pensar e quando não conseguirmos pensamos mais e mais e assim estudando constantemente.

romulodias disse...

O homem nunca deixara de ser mal enquanto viver aqui na terra,a propria biblia diz que nao ha um justo se quer,enquanto o homem estiver preso as coisas materiais ele sempre sera egoista,mentiroso,soberbo,etc. Jesus Cristo com grande sabedoria disse.AMAIVOS UNS AOS OUTROS COMO EU AMEI A VOCEIS.se isso fosse cumprido nossa passagem aqui na terra seria menos sofrida,mais isso nao muda o homem ele sempre estara acima do seu semelhante,por isso que existem pobres e ricos quando na verdade eramos pra ser todos iguais,vamos tomar como exmplo os animais que vivem em perfeita armonia na terra.

Paulo Luiz disse...

A maldade humana.
Os seres humanos se diferenciam muito dos animais irracionais, mas esta diferença não é só porque são inteligentes e seus irmãos menores têm apenas instintos, a diferença principal é catastrófica está na maldade, nós nunca vimos ou ouvimos falar de um animal torturar o outro para arrancar dele informações. O seres humanos sim, estamos cansados de saber como eles agem quando são feridos em seus interesses, já pensaram nos aparelhos maquiavélicos de tortura usados na idade média nas prisões do santo oficio, já viram falar das torturas que foram e continuam sendo aplicadas por ditadores sanguinários por todo o planeta terra, já viram noticias sobre as torturas de islâmicos com acusações de blasfêmias, já viram falar sobre perseguições políticas, perseguições religiosas, perseguições por racismo. Todos sabem dos massacres de índios americanos executados por tementes a Deus portadores de Bíblia em baixo do braço, estes mesmos que se enveredaram seu ódio contra os pobres negros indefesos, já viram falar na ku klux klan e suas barbaridades praticadas. Todas estas atrocidades cometidas pelos humanos, dão aos nossos irmãos menores uma graduação de qualidade muitas vezes superior,. Os humanos ainda dizem com toda cara de pau, nós somos a imagem e a semelhança do criador, hora onde está a coerência desta afirmação, porque nós temos o privilegio de estarmos no patamar mais alto, será porque somos inteligentes, mas inteligência não dá aos seres humanos nenhuma qualificação automática de bondade, de amor, de solidariedade, e de justiça. Inteligência só faz aumentar seu poder de fogo para explorar, atacar, torturar, massacrar e até matar seus semelhantes.
Tenho um pensamento funesto, o qual gostaria que não fosse verdade, mas me parece que a maldade humana, não foi criada pela Bíblia Sagrada, mas certamente foi por ela estimulada, porque neste livro existem muitos relatos de matanças, de extermínio de populações inteiras, segue alguns exemplos, leiam em deuteronômio, 7-1-6,13-15-16 ordem de Deus para matança e extermínio total, até animais foram sacrificados. Em Samuel 1-15:3, outro extermínio, segundo livro de Samuel, 24:15 (quanta bondade) e assim segue em muitos exemplos pelo livro todo, quem tiver dúvidas é só ler a Bíblia, mas ler com vontade, sem nenhuma interferência de pastores ou padres assim poderá encontrar as incoerências de um Deus que se diz bondoso e justo. Se não quiserem perder tempo procurando entre capítulos e versículos, vá direto a Google digite (Robert Green ingersoll ), é um pensador americano do século 18, lá pode ser lido todo trabalho de pesquisa deste pensador sobre a Bíblia.
Paulo Luiz Mendonça.

Marina Vertuani disse...

Sr. Paulo Luiz Mendonça, sabe o significado da palavra "justiça"?? Tem um detalhe que vc se esqueceu sobre o caráter de Deus, é que Ele é "onisciente", o que eu e vc não somos. Ele sabe exatamente os motivos que o levaram a determinar o extermínio de muitos povos, pois conhece o homem na sua essência. Quem é vc, quem sou eu para discutir com Deus o que Ele tem que fazer ou deixar de fazer com as suas criaturas?? Ele nos criou para sermos um só com Ele, e os que estão fora disso, certamente serão lançados fora da sua presença.

Anônimo disse...

É necessário entender o contexto no caso de Deuteronomio só me demonstra a paciência de Deus permitindo aquele povo viver e se multiplicar por mais de 400 anos até que chegou o momento do basta. Assim nós nessa geração vivemos o tempo da graça mas virá o momento da justiça e do juízo e não haverá misericórdia.