Subscribe Twitter Twitter

17 de fevereiro de 2011

Casamento: Bênção ou Pressão?


A vida é um drama. Se por um lado existe a pressão da sociedade (família, amigos, você mesmo) para que sempre tenha um relacionamento, por outro existe a idéia que não há pessoas compatíveis com as exigências de Deus para tal relacionamento (isso eu digo presumindo que você se importe com a vontade de Deus).

Gostaria de opinar nos dois lados desse drama: primeiro, eu quero continuar minha luta em lhe livrar da pressão por estar se relacionando, pois, como disse no post anterior (http://bibliacomisso.blogspot.com/2010/11/quero-casar-basta-ser-crente.html), ser solteiro (temporariamente) é uma bênção de Deus; mas também quero lhe ajudar a abrir os olhos da fé, pois Aquele que determinou o que quer em termos de relacionamentos também governa os meios que nos levam à obediência.

I – Livre-se das Amarras

Não, amigos! Isso não é coisa de pentecostal! Creio que a maior parte dos erros nos relacionamentos de jovens crentes se dá porque eles são arraigados aos rudimentos do mundo da mesma forma que os incrédulos; mas Cristo se entregou para nos desarraigar desse mundo perverso (Gálatas 1:4).

Não tenho dúvidas que muitos jovens crentes mantêm relacionamentos errados porque ainda estão amarrados ao pecado e não conseguem se livrar dele; mas o grande problema disso é que Cristo, segundo o texto de Gálatas não morreu apenas para PERDOAR os nossos pecados, mas para nos LIVRAR deles. (Como viveremos ainda no pecado, nós que para ele morremos? Romanos 6:2).

Deixem-me dar alguns exemplos para ser mais prático. Note que eu não falarei de coisas distantes da realidade de muitos jovens que se dizem cristãos; mas se você for realmente crente e quer viver em obediência a Ele, buscará saber se essas expressões que estou usando são realmente Bíblicas. Então vou embasá-las agora:

  1. Se você ainda não tem condições de casar porque ainda não reúne as condições financeiras para isso, mas insiste em se relacionar com alguém você está em pecado diante de Deus.

Levante a bandeira vermelha! Diga não a toda e qualquer tentação que venha a interferir no seu crescimento profissional, intelectual e financeiro. Essa é a melhor preparação possível para seu futuro casamento (falo nesse ponto principalmente aos homens que devem assumir o papel de provedores de suas futuras famílias).

Se textos como (I Tess. 4:10-12; Pv. 13:11; II Tess. 3:6-13) não fossem suficientes, veja a especificidade de Paulo em I Tim. 5:8 quando instrui sobre o cuidado financeiro que se deveria ter com as viúvas. Nesse caso, ele parte do geral para o específico dizendo: se alguém não tem cuidado dos seus, especialmente dos de sua própria casa, tem negado a fé e é pior que o descrente. Não queira depender de ninguém, senão unicamente do Senhor!

  1. Se você ainda não casou, mas seu relacionamento (namoro) permite carícias íntimas que incitam a libido você está em pecado grave diante de Deus.

Não apenas levante a bandeira vermelha, mas corra como José da mulher de Potifar. Não imagine que você terá forças para não cair nos laços do Diabo caso mantenha carícias no seu namoro. (concordo com Charles no tocante ao beijo: http://bibliacomisso.blogspot.com/2010/11/o-beijo-de-lingua.html).

O escritor aos Hebreus diz que é bendito entre todos seja o matrimônio, bem como o leito sem mácula. Chegar ao casamento ileso (no sentido de se guardar totalmente para o seu cônjuge) pode parecer utopia para a época presente, mas é um sonho que tenho como Pastor e pai para essa geração.

Que cada jovem entenda que dizer não àquilo que queremos é mais extraordinário que seguir o curso da massa que não consegue entender o que é a verdadeira liberdade cristã. Se Hebreus diz que sem a santificação ninguém verá o Senhor, Paulo se torna claro no que significa santificação em I Tessalonicenses 4:3-8: Pois esta é a vontade de Deus: a vossa santificação, que vos abstenhais da prostituição (porneia – toda defraudação do corpo, sexual), que cada um de vós saiba possuir o próprio corpo, em santificação e honra, não com deseja de lascívia, como os gentios que não conhecem a Deus, e que, nessa matéria, ninguém ofenda nem defraude a seu irmão, porque o Senhor, contra todas essas coisas... é o vingador, porquanto Deus não vos chamou para a impureza, e, sim, em santificação, destarte, quem rejeita essas coisas, não rejeita ao homem, e sim, a Deus.

  1. Se você está se relacionando com alguém que professa outra fé que não a exclusiva fé em Cristo segundo a Bíblia, você está cometendo um verdadeiro suicídio espiritual.

Levantar a bandeira e correr ainda é pouco. Nesse ponto você precisa compreender a loucura absoluta de entrar num relacionamento misto. Não é apenas ilícito nas Escrituras, mas se constitui uma agressão à razoabilidade e à inteligência (Pv 1.7).

Não fossem as perguntas nada retóricas de Paulo: que união pode haver entre o crente e o descrente? Que vínculo entre a luz e as trevas?, por isso ele diz no mesmo contexto: não vos ponhais em jugo desigual com os incrédulos (II Coríntios 6:14-18); não fosse ainda o grito de Neemias 13:23-29 ao declarar que por causa do jugo desigual: contendi com eles e os amaldiçoei e espanquei alguns deles, lhes arranquei os cabelos e os conjurei por Deus, dizendo: não dareis mais vossas filhas a seus filhos, e não tomareis mais suas filhas nem para vossos filhos e nem para vós mesmos (citando Êxodo 34:12-17); teríamos a expressão direta da Palavra de Deus para o crente: case somente no Senhor! (I Coríntios 7:39) .

O espaço não deu para o segundo ponto, que será: Confie no Senhor! Quando falarei sobre o aspecto positivo dessas três teses defendidas aqui. Mas creio que já há razões suficientes para que você reveja seus conceitos por não querer ser pior que o descrente (1), como os gentios que não conhecem a Deus (2), nem se por em jugo desigual com eles (3).

No Temor do Senhor,
                                                                  Pr. Samuel Vitalino

30 comentários:

Ewerton B. Tokashiki disse...

Querido Pr Samuel

Muito oportuno o teu artigo. Recomendei a vários conhecidos, e em especial aos adolescente e jovens que pastoreio.

Deus o abençoe continuamente com esta sabedoria.

Anônimo disse...

Pastor poderia ser mais específico no tópico número 01? Quero ficar mais esclarecida para conversar isso com amigos. Abraços Cíntia

Anônimo disse...

Pastor,
Acho que o sr. mora em outro planeta.
Cada artigo novo tem umas idéias mais loucas e radicais que os outros. como é que alguém pode casar sem namorar? Não seria uma loucuuuuuuuura muito pior?
Dandan (Sal - BA)

Cah Accioly disse...

é, pastor Samuel. Será que o senhor poderia dissecar melhor esse seu tópico número 1? O 2 e 3 foram super claros pra mim, mas confesso que o nº 1 me deixou MUITO confusa :/

Alan Kleber Rocha disse...

Samuka,

Parabéns pelo post! Preguei no domingo passado a terceira mensagem sobre o Oitavo Mandamento (Não Furtarás), e analisando um caso negativo nas Escrituras (a história do Rei Acabe), me deparei com a seguinte advertência da parte do Senhor:
"Porém ninguém fora como Acabe, que se vendera para fazer o que era mau aos olhos do SENHOR; porque Jezabel, sua mulher, o incitava" (1Rs 21.25).
E ainda tem gente que insiste no jugo desigual...

Samuel Vitalino disse...

Toka e Alan, obrigado pela caminhada. Vamos marcar nosso encontro!

Samuel Vitalino disse...

Cynthia e Cah,

Está visto o pedido de vocês, mas tenho que sair do gabinete agora para uma visita e só retorno amanhã. Então amanhã mesmo eu falo sobre isso.

Obrigado pelos comentários e pela paciência.

Samuel Vitalino disse...

Dandan,

Não se trata de outro planeta, mas de outra cosmovisão. De fato, somos peregrinos por aqui.

Falando nisso, estou peregrinando em Salvador e se quiser conhecer nossa Igreja é em Brotas: Rua Waldemar Falcão, 322.

Espero sua visita.

Ab,

L. G. Freire disse...

Samuel:

Nossa confissao de fe proibe o casamento com pessoas de teologia "duvidosa" e tambem Papistas e outros hereges. Ser um "cristao" definido em termos amplos nao adianta. Tem que ser cristao reformado biblico e sob a disciplina confessional de sua igreja.

L. G. Freire disse...

Samuel:

Nossa confissao de fe proibe o casamento com pessoas de teologia "duvidosa" e tambem Papistas e outros hereges. Ser um "cristao" definido em termos amplos nao adianta. Tem que ser cristao reformado biblico e sob a disciplina confessional de sua igreja.

Anônimo disse...

Eu já a conheço de quando era pstr Renato. vou fazer outra visita dia desses. qual é o horário?

Samuel Vitalino disse...

Cynthia e Cah,

O homem foi criado por Deus para prover. Desde que Deus ordenou o mandato cultural, quando Deus ordenou que ele cuidasse, guardasse e desenvolvesse o jardim e toda criação e a ela dominasse; o homem é visto com o aquele que providencia o meio de vida para a sua família.

Essa responsabilidade é amplamente lembrada na lei civil, mas também é objeto de apreciação da própria lei moral; veja os comentários sobre o oitavo mandamento: Não furtarás!

Paulo usa esse mandamento em Ef. 4 para ensinar isso: aquele que furtava, não furte mais, antes trabalhe para que tenha com o que atender ao necessitado!

Ora, quando casamos, assumimos a responsabilidade total da nossa casa e por isso o jovem deve se concentrar nessa preparação.

Note que não é uma coisa simples sustentar uma família :) lembre que a nossa carametade é sempre a nossa metade mais cara :).

Espero que outros colegas possam ajudar também de alguma forma.

Abraço,

Samuel Vitalino disse...

Lucas,

Leia meu artigo sobre isso:

http://pregaapalavra.blogspot.com/2008/11/1-buscar-um-casamento-no-senhor.html

e

http://pregaapalavra.blogspot.com/2008/11/4-prezar-pela-unidade-doutrinria.html

Samuel Vitalino disse...

Anônimo,

Presumo ser a Dandan,

Cultos aqui em Brotas:

Domingo:

9h - Culto (10h30 - Escola Dominical)

18h - Culto

Terça:

20h - Reunião de oração e Estudo Bíblico

Espero você, abraço,

Charles Melo disse...

Samuel,

Gostei muito do seu post. Creio que se você discorrer mais sobre o primeiro ponto certamente vai ajudar a muitas pessoas que acham completamente natural namorar para curtir apenas, como um entretenimento ou um extravasar dos desejos mais íntimos.
Eu tenho sido rotulado como "radical" pelos meus posicionamentos sobre namoro. Também estou persuadido de que a fórmula está errada. Não deveria haver em contatos físicos íntimos entre namorados. Mas hoje o erro está tão arraigado, que não é raro um namorado ou namorada ("cristãos") pressionar o outro: "você só sabe fazer isso?" (tentando partir para carícias [intimas ou o ato sexual no namoro). "Isso é um gesto de amor", outros "justificam".
É isso aí, meu amigo! Vamos em frente!

Abraço!

Ana Carolina disse...

Olá Rev. Samuel

Como bem comentado pelo Rev. Charles, tem se tornado cada vez mais difícil viver e pregar a verdadeira cosmovisão bíblica. O mundo está cada vez mais seguindo o seu rumo natural de perdição a passos largos. Defendermos tais posições, ensinar nossos adolescentes e jovens e viver de tal forma, dá a impressão para o mundo de que somos "ET's"... não somos de outro planeta, mas somos de outro Reino, outra Pátria, somos forasteiros aqui. E viver conforme Deus quer que vivamos realmente exige altos padrões! Temos que amar a Deus REALMENTE acima de todas as coisas e ter coragem para prosseguir apesar das pressões diversas.
Agradeço a Deus pela vida dos pastores que formam este Blog, assim como do pastor de minha igreja em Poá-SP, pois vocês têm se enganjado nesta batalha!
"Não to mandei eu? Esforça-te, e tem bom ânimo; não temas, nem te espantes; porque o Senhor teu Deus é contigo, por onde quer que andares." Josué 1:9

Gibson Portela disse...

Olá Samuca,
Muito bom o texto, bem oportuno para reflexão

Ligian disse...

Samuel,

concordo com você sobre o que diz a respeito de namoro nos dias atuais. Não é raro vermos mini-casamentos até mesmo entre cristãos e isso me preocupa, mas não seria radical demais seu posicionamento?
Tenho a impressão de que se o jovem cristão buscar apresentar em sua vida o fruto do Espírito, ele terá paciência para esperar o tempo certo das coisas e, além disso, domínio próprio para que o namoro não ultrapasse os limites determinados pelo testemunho de um cristão.
Creio que essas são características não muito comuns em jovens que querem tudo "pra ontem", mas que devem ser ensinadas, estimuladas e reconhecidas.
Se os jovens cristãos agirem sob o fruto do Espírito, para agradar a Deus e dar testemunho de Cristo, creio que o namoro toma um rumo e uma forma diferentes.

Um abraço!

Ligian.

Anônimo disse...

Meu amado Revereno Samuel!
No proximo sabado estarei pregando em um Culto onde a pregação será para jovens, assim sendo gostei muito do que voce escreveu no blog, eu te pergunto posso usar este material? peço que me responda.
abraço
Pb. Ivan

Samuel Vitalino disse...

Sobre o ponto um eu já escrevi algo acima, mas creio que a Criação é a chave para entendermos a questão; ou seja: o homem foi criado para:
1. Prover
2. deixar pai e mãe
Note que essas coisas devem ser simultâneas; quando ele deixa pai e mãe (e sua esposa/noiva também) ele entra num outro relacionamento que depende 100% de sua provisão.

Outra coisa: isso certamente transtornaria o mundo, no sentido de que solteiro seria solteiro em todos os aspectos da palavra: sem necessidade de dar satisfação a não ser a pai e mãe (que ele deixará... no casamento).

Samuel Vitalino disse...

Ivan,
Abuse e use... abraços a todos em São Luís.

Charles Melo disse...

Samuel,

Obrigado pela ampliação do ponto 1 do tópico I de seu post. É duro, mas é Bíblia...

Abraço!

Ninieth Calland disse...

Querido Pr. Samuel

Parabéns pelo texto. Saudades de ouvi-lo, mas que bom que posso lê-lo.
Abraços com carinho,
Ninieth

Samuel Vitalino disse...

Eita, Ninieth...

A saudade de vocês aí em Teresina é grande mesmo.

Obrigado pelo carinho e lembrança.

Anônimo disse...

Muca,
é o primo Daniel, tudo bom? Fazia muito tempo que não recebia notícias de um texto seu e fiquei feliz por receber agora. Acho que você coloca a santificação em outro patamar, até porque a palavra significa separação, o que combina muito com o crente em relação aos não crentes. Gostei muito do tópico 3, aliás hoje mesmo fui "trucidado" por um colega meu que odeia qualquer religião quando disse que não me casaria com uma muçulmana. Ele nem me deu tempo de explicar teologicamente. Está mais do que claro pra mim que o casamento entre crentes é o melhor passo para se evitar um divórcio e ter um lar abençoado.
Aguardando a visita ao Rio (XD),
Daniel Subkoff
(PS: minha mãe mandou um beijão!)

blog da Alvina D'arc disse...

Rev. gosto muito de ler seus artigos. muito me edifica e aprendo a palvra de Deus... parabéns.

G ostaria de pedir um artigo sobre: Demolay. é possível ser crente e demolay?
Obrigado..
Alvina Darc. igreja presbiteriana de Floriano.

Rogério disse...

Caro Samuel,
li e reli seu artigo e gostaria de comentar um ponto que não concordei.
Você diz no tópico 1 que a pessoa que não tem condições financeiras de manter uma família não se relacionar com ninguém.
Concordo que para casar a pessoa deve ter condições financeiras para tal e que é bom que o homem seja o provedor, mas você defende a idéia de que um rapaz que ainda não tem acondiçoes financeiras, mas está buscando tal condição não deveria de forma alguma namorar. Imagine uma pessoa que trabalha, e está no início de uma faculdade. No momento não tem condições de manter uma família, mas está buscando uma formação para ser melhor remunerado no futuro. Esta pessoa estaria errada em namorar? Deveria primeiro terminar a faculdade, conseguir um bom emprego, comprar um imóvel, um veículo, pagar um plano de saúde, para só depois disso procurar uma namorada para estar ao seu lado?
Não seria interessante ter uma namorada, que o apoiasse, sonhasse junto a ele, também estudasse, para que ambos crescessem financeira e intelectualmente?
Gostaria que você falasse mais sobre o assunto, respondesse às nossas dúvidas de forma clara e objetiva. Gostaria também que partilhasse conosco, sua experiência pessoal, uma vez que as ações falam mais alto que qualquer palavra.
Obrigado.

Samuel Vitalino disse...

Caro Rogério,
as necessidades nem sempre são as que a gente imagina. Não falei em casa, carro ou plano de saúde.
A Bíblia diz que tendo o que comer e o que vestir devemos ficar contentes com isso.
O problema é que essas necessidades são criadas pela pressão da sociedade.
No mais, sim, creio que só devemos entrar num relacionamento em vistas ao casamento, e isso só se dá quando tem-se condições de sustento.
Abraço,

diego disse...

3- Se você está se relacionando com alguém que professa outra fé que não a exclusiva fé em Cristo segundo a Bíblia, você está cometendo um verdadeiro suicídio espiritual.

ão fossem as perguntas nada retóricas de Paulo: que união pode haver entre o crente e o descrente? Que vínculo entre a luz e as trevas?, por isso ele diz no mesmo contexto: não vos ponhais em jugo desigual com os incrédulos (II Coríntios 6:14-18)....

-----

Porém vamos analisar outros fatos que a biblia relata.

(1 corintios 7:12) e aos demais, digo eu, não o Senhor: Se alguum irmão tem mulher não crente e ela consente em viver com ele, não a abandone, e se uma mulher tem marido descrente e ele consente em viver com ela, não o abandone. porque o maido incrédulo é santificado em sua mulher, e a mulher incrédula no marido, pois de outra maneira vossos filhos seriam imundos, enquanto que agora são santos.

ex: sou eu, eu tenho uma namorada, e ela não acreditava em Deus, eu tentava falar com ela e não adiantava nada, demorou muito mais hoje em dia, ela crer em Deus...

o que o Senhor tem a dizer sobre isso? é mais facil abandonar?
grande abraço fica com Deus

Anônimo disse...

Pr eu nao to conseguindo namorar em santidade porvavor os irmao me ajudem em oraçao tenho muita vontade de casar poren nao tennho condiçoes de casar agora... to com medo de continuar assim mais q quando estou com ela fica dificil de namorar em santidade ):