Subscribe Twitter Twitter

23 de maio de 2011

Onde Estão os Meus Direitos?

 Obs. Seguindo Alfredo, republico postagem de 2006 por causa da atualidade do tema.

Uma coisa me chamou a atenção na última “Parada Gay” na cidade de São Paulo; foi o grito por Direitos Iguais. Isso me despertou para ver como andam os meus próprios direitos no Brasil. Levando-se em consideração que sou homem, brasileiro, 32 anos, sem deficiência física, branco, classe média e heterossexual; comecei a me preocupar com a escassez de direitos dirigidos a minha pessoa.

Como sou homem, se esvaem pelas mãos os direitos próprios da mulher. A isonomia nesses casos iguala as mulheres em todas as coisas, menos nas que os homens seriam beneficiados com a ‘igualdade’. Tudo bem; abrimos mão de tudo pela fragilidade feminina.

Não sou estrangeiro, por isso não possuo alguns direitos dentro do meu próprio país que eles possuem. Um protecionismo internacional que só vejo precedente nos Estados Unidos. Lá eu tenho mais direitos que aqui: Soy latino!


Minha idade é uma lástima. Não tenho direito às leis de proteção à infância e adolescência nem à juventude; mas também ainda não cheguei à boa idade e me escapam os direitos dos idosos. Também não tem problemas, amamos as cãs e mesmo que não houvesse leis específicas creio que todos nós cederíamos os primeiros lugares nas filas para eles (e as grávidas, mães de colo e deficientes sem problema nenhum).

E por falar em deficientes, eu não tenho deficiência física e, conquanto assine em baixo as leis de proteção aos deficientes, temos o exemplo máximo de um dedinho que torna um homem inválido para ser torneiro Mecânico, mas o habilita a ser Presidente da República. Que país!

Sou branco. E por mais que espere o verão para ‘pegar uma corzinha’ não se reserva cotas específicas aos bronzeados artificialmente. Por vezes me sinto discriminado com essas coisas.

Como pertencente à classe média, a coisa é muito esquisita. Não sou apto para ser beneficiado por nenhum dos projetos paternalistas do Governo ao passo que não tenho recursos para não me preocupar com a situação financeira – tenho esposa e dois filhos para cuidar.

Mas o grito Gay para mim foi o mais interessante. Assustador, até! O que significa Direitos Iguais? Primeiro, eles querem ser tratados como um sexo – mas não são; querem ser tratados como uma raça – mas não são também. Mais ainda, querem ter todo o direito de liberdade de expressão (mesmo que invadindo preceitos de retidão e caráter), mas lutam para que alguém como eu – notadamente minoria – não tenha sequer a possibilidade de criticá-los (PL 122 - Lei da Homofobia).

Quanta incoerência! Tentam se utilizar do Artigo 5º da Constituição Federal, mas interpretam ao seu bel prazer. Se não há distinção – porque eles buscam a distinção? Se tivermos liberdade de crença, por que não posso crer que o homossexualismo é pecado segundo a Bíblia que creio afirma? Se tivermos liberdade de expressão, por que não querem ouvir pela minha livre expressão que eles estão errados na escolha deteriorante que fizeram?

Mais incoerência. Ao falar contra o homossexualismo somos acusados de racistas. Certamente isso é uma grande loucura; racismo existe (infelizmente) entre brancos, negros, índios (até argentinos), mas homossexual não pode ser considerado como raça ou sexo. Sabemos da existência de dois sexos: macho e fêmea; homem e mulher. A terceira é a via da aberração – falo sem qualquer preconceito, mas com convicção.

Como parte de uma ínfima minoria: masculina, brasileira, branca, adulta e heterossexual eu não conseguirei juntar 3 milhões de minha espécie na Av. Paulista, e, por isso, sozinho aqui, do meu dia-a-dia no Piauí, levanto a bandeira em passeata solitária: onde estão os meus direitos?

38 comentários:

Alfredo de Souza disse...

Agora eu sei porque amo o Samuca, olha como a foto demonstra o seu amor para com a Argentina.

Saludos hermano!

Samuel Vitalino disse...

Só uma correção: estou em Salvador agora e não mais no Piauí. Mas a faixa continua levantada ;)

Ligian disse...

Não é o Bussunda na foto??? Como assim?!!

Brincadeiras à parte, Samuel, repito o que disse no post do Alfredo, dias como os de Sodoma e Gomorra...

Abraço!!

Anônimo disse...

Mermão pastor!
Apesar de ser mulher e detentora de mais direitos do que você, estou plenamente certa de que este artigo é a expressão da minha indignação frente aos corte sutis de nossa famosa "liberdade".
Devo ressaltar que há lugares proibidos para "heteros", ainda que jamais queiramos frequentá-los, como saunas e casas noturnas. Logo logo teremos restaurantes gays, supermercados gays, enfim, os esquisitos seremos nós.
(Apesar de postar como anônimo, assino como Cristiane Melo).

Anônimo disse...

Muito bom o post, pastor! Legal a foto.. ahuahuahau

Isabelle

Flávio Costa disse...

Cara, você levanta alguns argumentos interessantes. De fato, em vários pontos, a Constituição é falha. Só que há uma máxima jurídica que diz, em outras palavras, que os mais prejudicados precisam de mais direitos para que haja igualdade. Seus direitos, que você questiona veementemente no final, residem, basicamente, no respeito às diferenças. Respeito às crenças e opções sexuais - coisas que a classe evangélica não faz. Você esquece que o Brasil é um Estado LAICO, portanto, não pode pautar nenhuma decisão civil ou constitucional em preceitos religiosos, afinal, só na Bíblia a homossexualidade é 'crime'.

Nathália de Tarso disse...

Prezado,
Só o fato do sr. ser brasileiro, ter 32 anos, sem deficiência física, branco, classe média e heterossexual, já lhe coloca em vantagem com relação a um grande grupo de pessoas nesse país, como os deficientes que não contam com acessibilidade, os/negros/as que são julgados pela cor da pele antes de qualqyuer outro critério, pelos pobres que nunca tiveram acesso aos direitos que são de todos/a, mas que a classe média usufruiu sem maiores batalhas e, finalmante, por sr heterossesual, o sr. não se encontra exposto à homofobia que mata corpo e alma de muitos homossexuais. Desculpe, mas o sr. tem mais direitos do que possa imaginar face a um grande número de brasileiros.

Samuel Vitalino disse...

Caro Flávio,

Você não conhece o Princípio da Isonomia como acha que conhece. Reza que os desiguais devem ser tratdos desigualmente na medida das suas desigualdades.

Por isso que a maioria consegue enxergar a ironia do texto - o que você claramente não conseguiu, pois eu não estou reinvidicando direitos.

- Vou falar mais sobre nossas lutas em favor das verdadeiras minorias à Nathália, logo abaixo.

Para você, preciso dizer que só você viu Bíblia no meu artigo. Muito bem, mas meu argumento é constitucional nesse ponto.

Você não entende o que estado laico significa, pois se entendesse daria razão a mim e seria o segundo a levantar a bandeira da verdadeiira igualdade.

Flávio Costa disse...

Caro Samuel,

Me acusaste de ignorante duas vezes no teu comentário, mas tudo bem.

Eu sei, sim, o que significa estado laico. Pena que o conceito não é de fato difundido e exercido como deveria.

Pelo que entendi, e me perdoe se a minha incompreensão apenas ratificar suas considerações sobre mim, você é crítico da união homoafetiva. Correto?

Samuel Vitalino disse...

Nathália,

Quando primeiro publiquei esse texto, recebi muitos e-mails de deficientes físicos, negros e mulheres que compreenderam perfeitamente o espírito da letra.

Pessoalmente luto pela acessibilidade para os deficientes físicos, afinal de contas a deficiência é involuntária e os coloca com dificuldades que rampas e respeito podem e devem minimizar - ainda que não resolva totalmente, infelizmente.

Luto veementemente para que nenhum racismo exista. NEsse ponto quero usar a Bíblia para dizer que Cristo encerrou toda tipo de separação não deixando espaço para acepção de pessoas (Romanos 1-3), quer por raças, cor, sexo, nacionalidade ou mesmo, religião.

Agora, quando você fala que os homossexuais estão expostos à homofobia, creio que há muita basófia nesse argumento.

Explico: A grande maioria da população não quebra lâmpadas na cabeça dos gays, mas mesmo assim precisa ser exposto às baixarias que eles promovem em suas marchas sensuais e a ouvir suas palavras torpes como se não devêssemos nos preocupar.

Pense mais sobre o assunto e, se quiser, (digo o mesmo ao Flávio) responda para que o debate seja continuado.

Samuel Vitalino disse...

Flávio,

Sim. Tenho base para isso e o faço com respeito.

Mas você é crítico da "classe evangélica", acusando-a de não ter respeito à diferenças. Essa frase, por ela mesma já é uma contradição.

Ou não?

Flávio Costa disse...

Não, não é. Sou crítico dos que não respeitam as diferenças. Não é que eu não respeite quem, na minha visão, não respeita. Eu apenas critico, mas sua opinião está amplamente preservada.

Samuel Vitalino disse...

Sou crítico dos que não respeitam as diferenças (2).

Ah, só para deixar claro: Sou crítico da classe evangélica também!

Flávio Costa disse...

Então, sinceramente, respondendo à sua pergunta-título do post: seus direitos estão muito bem preservados. Não tem o que se preocupar.

Samuel Vitalino disse...

Flávio,

Engano seu. Não estão (ou estarão), você conhece o PL 122?

É uma agressão a meu direito de culto e de expressão!

Flávio Costa disse...

Conheço, sim. Mas em que ponto, exatamente, você acha que seu direito de culto e expressão está sendo agredido?

Anônimo disse...

Exatamente, vc eh branco, tem 32 anos, nenhuma deficnete, completamente capaz, e ta reclamando do que???????? Se alguem te agredir na rua, vc tb tera seus direitos, nada mais justo do que um grupo de pessoas que necessitam dos direitos diferenciados te-los! Por isso que odeio religiao, sao um bando de hipocritas, que so querem julgar e se acham os melhores e sao iguais a todos, nem melhor, nem pior, talvez piores, pq acham que pq vao num templo uma vez por semana sao mais dignos que os outros, mas qdo eh na hora do vamos ver, vcs fogem da raia! E digo isso pq fui cirada numa igreja e no momento que pude me libertar dessa lavagem cerebral cai fora!

Anônimo disse...

Flávio, parece que você realmente não entendeu o texto ou de fato não sabe nada sobre a PL 122, nesse caso acho melhor você assumir sua ignorância sobre o assunto do que tentar debater sobre algo que você não tem conhecimento.

Flávio Costa disse...

Anônimo, quando for se dirigir a mim de novo, ao menos dê as caras. Falar por trás de um computador anonimamente ainda mais é horrível. Assuma-se!

Charles Melo disse...

Samuel,

Eu já havia lido este texto antes de você republicar, justamente no outro blog. Muito legal! Seu texto anuncia as sutilezas em alguns projetos de lei, como o PLC 122 de forma criativa.

Abraço!
Charles

Charles Melo disse...

Caro anônimo,

Lamento dizer isso, mas você não compreendeu a ironia criativa do texto do Samuel. Ele não está literalmente cobrando seus direitos; está criticando o fato de concederem superdireitos a pessoas que são tão cidadãs quanto ele.
Não concordo com você, que algumas pessoas precisam de direitos diferenciados. Mesmo os deficientes físicos não precisam de direitos diferenciados. Precisam dos mesmos direitos que os que não possuem deficiência. Se nós possuímos direito de ir e vir, acessibilidade aos diferentes locais e estabelecimentos da cidade, eles também. Por isso precisam de adaptações em prédios, calçadas, ônibus, etc.
No caso dos homossexuais, prevalece o mesmo princípio. Só que eles já possuem direitos resguardados de opinião e até opção sexual em nosso país. Conceder a eles os privilégios listados na PLC 122 é, na verdade doferenciá-los prejudicando quem não concorda com a opção deles. A PLC diz que ninguém poderá ser demitido por causa da opção sexual. Oras, se eu precisar de uma babá para minha filha, quero ter a liberdade de não contratar uma lésbica, por convicções religiosas. No entanto, se eu contratar uma e, descobrindo mais tarde que ela é lésbica, se eu a demitisse por esse motivo, poderia ser levado à prisão. Assim como eu terei meus direitos se for agredido na rua, um hossexual já os tem igualmente, seja por que motivação for. Só que no caso dele, dizem que é homofobia. No meu, seria o quê? Heterofobia? Antropofobia? Percebe como esse projeto carece de princípios coerentes?
Você disse: "Por isso que odeio religiao, sao um bando de hipocritas, que so querem julgar e se acham os melhores". Em sua declaração, fica claro que quem está julgando e condenando é você. Você é que se acha melhor do que quem professa uma fé diferente da sua. Eu não me acho melhor que ninguém. Pelo contrário, me sinto tão indigno que não faço idéia do motivo porque Deus resolveu me amar e me salvar através da obra mediadora de Cristo. Se você diz que somos piores, Paulo mesmo falou que era o pior dos pecadores e, certamente, eu sou muito pior do que o apóstolo Paulo. Só mesmo a graça de Deus para salvar um miserável como eu. Por falar nisso, por que você não abre seu coração e prove da graça de Deus também?
Lamento muito que você tenha visto pessoas confiando em suas obras para a salvação, como no caso das pessoas que freqüentam a igreja e se acham melhores por isso, mas depois caem diante das tentações ou abandonam o rebanho. Lamento mesmo, mas tenho que dizer que o erro delas não justificam o seu de se distanciar do rebanho também.
Procure uma igreja genuína de Cristo e procure aprender do evangelho assim como eu venho fazendo há muitos anos. Do mesmo modo como Deus tem me dado satisfação e tem me ensinado muito, você também pode desfrutar das delícias de caminhar com Jesus.
De mais um passo. O fato de você se interessar por este blog e ainda comentar é muito legal, mas não é suficiente, de acordo com Bíblia. Deus procura adoradores que o adorem em espírito e em verdade. Somente em Cristo poderemos fazer parte dessa verdadeira assembléia.

Abraço!
Pr. Charles

Charles Melo disse...

Flávio,

Admiro sua coragem de discordar sem recorrer ao anonimato. Não pretendo entrar no debate, mas apenas alertar para o perigo que está ao lado. Você disse: "só na Bíblia a homossexualidade é 'crime'". A Bíblia não diz que a homossexualidade é crime no sentido como entendemos o crime à luz do Código Penal. Aliás, o CP não prevê punição a alguém simplesmente porque é homossexual. A Bíblia afirma que a homossexualidade é abominável a Deus, porque fere ao princípio criacional de que "homem e mulher os criou". Agora, se a Bíblia adverte contra o homossexualismo, a incredulidade, a negação do evangelho de Cristo e todos os pecados que o homem comete, porque é pecador e transgressor da lei de Deus, o Rei supremo e dono de todas as coisas, isso é motivo para preocupação, porque o Juízo Final terá como parâmetro exatamente essa tão criticada e deturpada Bíblia. A palavra de Deus será a base do juízo de Deus. Então aconselho que você a leia e creia no que ela diz.

Abraço!
Charles

Charles Melo disse...

Flávio,

Admiro sua coragem de discordar sem recorrer ao anonimato. Não pretendo entrar no debate, mas apenas alertar para o perigo que está ao lado. Você disse: "só na Bíblia a homossexualidade é 'crime'". A Bíblia não diz que a homossexualidade é crime no sentido como entendemos o crime à luz do Código Penal. Aliás, o CP não prevê punição a alguém simplesmente porque é homossexual. A Bíblia afirma que a homossexualidade é abominável a Deus, porque fere ao princípio criacional de que "homem e mulher os criou". Agora, se a Bíblia adverte contra o homossexualismo, a incredulidade, a negação do evangelho de Cristo e todos os pecados que o homem comete, porque é pecador e transgressor da lei de Deus, o Rei supremo e dono de todas as coisas, isso é motivo para preocupação, porque o Juízo Final terá como parâmetro exatamente essa tão criticada e deturpada Bíblia. A palavra de Deus será a base do juízo de Deus. Então aconselho que você a leia e creia no que ela diz.

Abraço!
Charles

Flávio Costa disse...

Charles, exatamente por a bíblia não dizer que homossexualidade é crime como entendemos à luz do Código Penal é que coloquei o termo entre parêntese, de modo a entender que ela não é encorajada nem aprovada.

Abraço!

Ana Carolina disse...

Excelentes comentários, Rev. Charles!

Samuel Vitalino disse...

Flávio,

Ela não é recomendada e é reprovada.

Romanos 1

Flávio Costa disse...

Exatamente, Samuel, por isso que coloquei entre aspas no comentário anterior.

Apenas na Bíblia a homossexualidade é reprovada. Apenas na lei de deus, porque na lei dos homens, é comum, e além de comum, é fato histórico. Civilizações mais antigas que a cristã já praticavam o homossexualismo, sobretudo na Grécia Antiga.

Samuel Vitalino disse...

Flávio,

Por isso o nome do nosso blog não é: E a civilização grega com isso?

Abraço,

Flávio Costa disse...

Aliás, não apenas na Bíblia, mas nos textos sagrados das religiões de forma geral.

Talvez, Samuel, você quisesse que o Brasil fosse um país como a Arábia Saudita, só que cristão.

Ana Carolina disse...

Flávio

Vc citou "Apenas na lei de deus"... desculpa, mas para o povo deste Deus, o Deus da Bíblia, aquele que mandou o Seu filho para morrer na cruz pelos Seus amados, não podemos dizer jamais "apenas"... os nossos argumentos sempre serão pautados biblicamente. Seguem alguns versículos para vc apenas ter uma ideia da importância e do peso da lei de DEUS para nós:

- É mais preciosa que todas as coisas: "Melhor é para mim a lei da tua boca (de Deus) do que milhares de ouro ou prata." Salmos 119:72

- É mais confiável do qualquer outro ser do mundo inteiro e Ele é o motivo da nossa confiança: "É melhor confiar no Senhor do que confiar no homem" Salmos 118:8; "Assim diz o Senhor: Maldito o homem que confia no homem, e faz da carne o seu braço, e aparta o seu coração do Senhor! Porque será como a tamargueira no deserto, e não verá quando vem o bem; antes morará nos lugares secos do deserto, na terra salgada e inabitável. Bendito o homem que confia no Senhor, e cuja confiança é o Senhor. Porque será como a árvore plantada junto às águas, que estende as suas raízes para o ribeiro, e não receia quando vem o calor, mas a sua folha fica verde; e no ano de sequidão não se afadiga, nem deixa de dar fruto." Jeremias 17:5-8

- O que mais importa a um cristão é obedecer a Deus: "Mais importa obedecer a Deus do que aos homens." Atos 5:29

Sei que para você como descrente é difícil discernir tais coisas espirituais... assim como é difícil para nós aceitar, amar e adotar para nossas vidas qualquer coisa que não proceda da Palavra deste Deus ou que vá contra Ela.

Se for da vontade de Deus, que Ele te abençoe com sabedoria e discernimento!

Flávio Costa disse...

Oi Ana Carolina... se é pra seguir a lei de deus antes da lei dos homens, vá à luta e mate homossexuais e seguidores de outras religiões. Boa sorte na empreitada! ;)

Samuel Vitalino disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Samuel Vitalino disse...

Flávio,

Você se encucando por sábio, se torna louco.

Destrói o próprio fundamento que tenta edificar. Não aceita que outros tenham suas próprias posições e chama essas posições de radicais, mas você é extremado.

Defina-se: quer ser tolerante e respeitar que somos pró-Bíblia, ou prefere assumir de vez sua intolerância>...

Flávio Costa disse...

Samuel, eu respeito as opções que cada um faz. Como eu acredito que religião é fraqueza, cada um que vá pro templo que lhe fizer bem e lhe ajude a ser uma pessoa melhor. Nós, ateus, não precisamos disso.

Não me acho sábio, muito pelo contrário. Sei muito pouco das coisas dos homens, mas me esforço para aprender cada vez mais. Só que você bem sabe que pra cada porta de conhecimento que a gente abre mais 100 aparecem para serem abertas.

Agora, quando se trata de bíblia, sou radical mesmo. Não consigo ficar em cima do muro num assunto como esse. Classifique-me como quiser, extremista, intolerante, radical... fique à vontade, já que no fundo não sou eu que tenho indisposição ideológica contra qualquer classe/grupo/raça diferente da minha. Ah, e antes que você diga que eu tenho, se tivesse, não estava aqui debatendo com vocês.

Grande abraço!

Kessia disse...

"Ora, o homem natural não compreende as coisas do Espírito de Deus, porque lhe parecem loucura; e não pode entendê-las, porque elas se discernem espiritualmente"
2 coríntios 2:14

Samuel Vitalino disse...

Flávio,

A coisa muda agora. Imaginava, mas não sabia que eras ateu. Isso explica você tolerar tudo, menos a Bíblia.

Mas é exatamente essa Bíblia que pode fazer toda diferença na sua vida, meu caro.

Saiba que não temos como continuar discutindo esse assunto, pois as bases de pressuposição nossas são tão diferentes, mas queria que você se abrisse para falar exatamente sobre o que você detesta: a Bíblia.

Se por um lado eu creio que Deus pode mudar a sua vida, por outro, você não precisa se preocupar, pois se nada do que eu for falar for verdade, você não será afetado.

Me mande um e-mail que a gente pode conversa nessa outra mídia: samuelvitalino@yahoo.com.br

abraço,

Ana Carolina disse...

Hahaha... desculpa, Flávio, mas essa foi minha reação natural ao ler sua resposta.
Como você não conhece a Bíblia, não faz ideia do que ela fale a respeito e, certamente, não é o que você escreveu como uma possível "empreitada".
Lamento por vc, mas um dia, com certeza, veremos quem estava seguindo o Caminho certo!
Até lá, que a graça comum de Deus possa te proteger!
Tbm me disponho a continuar conversando por email: anacarol.s.oliveira@gmail.com

Kim Salles disse...

Belo post, Rev. Samuel! Sou monitor em D. Constitucional e vou levar para discutir com a turma essa idéia dos direitos da pessoa.

Que o SENHOR DEUS continue o abençoando.

Kim Salles.